quarta-feira, 19 de setembro de 2007

FC Porto cede empate 1-1 frente ao Liverpool no Dragão

Lucho inaugurava de penalti frente ao Liverpool

O FC Porto voltou a não entrar bem na Liga dos Campeões, o que já acontece desde 2001. O empate (1-1) com o Liverpool, que jogou meia hora com menos um homem, soube a pouco, pois a equipa da cidade dos Beatles levou música na maior parte do tempo. Mas, suportado na sua imensa experiência, o grande favorito do Grupo A encontrou a melhor forma de levar um ponto do Dragão.

Jesualdo Ferreira fez alinhar o FC Porto esperado, com Fucile de regresso à lateral-esquerda, num onze com seis portugueses. Já Rafa Benítez inovou o “espanholizado” Liverpool.
Xabi Alonso nem no banco se sentou e foi o jovem holandês Babel quem surgiu de início, encostado à esquerda. As presenças de Hyypia no centro da defesa e de Kuyt no apoio a “El Niño” Torres aconteceram apenas por mera opção táctica.

A defesa do Liverpool é conhecida pela sua fiabilidade. Mas teve um arranque de jogo desastroso. Logo aos 2’, Lisandro só não marcou porque Reina fez bem a mancha. O FC Porto tinha entrado de prego a fundo, explorando bem as alas e baralhando as marcações. Quaresma ainda teve um tiraço sobre a barra antes de o marcador funcionar, de penálti – esta época o Liverpool só sofreu golos assim. Lucho lançou Sektioui nas costas de Hyypia e Reina derrubou o marroquino, permitindo ao capitão portista abrir o activo.

Os ingleses não conseguiam sair com a bola controlada e sentiam dificuldades para travar o jogo flanqueado dos dragões. Só que a equipa da cidade dos Beatles no primeiro remate à baliza (e único de todo o jogo) empatou. Num livre de Pennant ao segundo poste, Hyypia cabeceou para o lado contrário, onde Kuyt empurrou, também de cabeça, nas costas de Fucile.

Por esta altura, o jogo já estava mais equilibrado, porque os dragões não imprimiam a velocidade dos minutos iniciais.Uma cabeçada torta de Bruno Alves, após um livre de Quaresma, foi o melhor que se viu até ao descanso, altura em que a estatística mostrava o domínio portista – 55% de posse de bola e 9 remates contra 1.

Lucho e Gerard lutam pela posse da bola

O FC Porto voltou a entrar forte e a empurrar os ingleses para trás. Pouco depois, o árbitro foi amigo ao mostrar o segundo amarelo a Pennant (pareceu injusto), embora, no primeiro tempo, o inglês já pudesse ter visto a cartolina. Os dragões ficavam commais um homem para a meia hora final e Jesualdo arriscou – Mariano rendeu Sektioui e Farias foi para perto de Lisandro.

O Liverpool encolheu num 4x4x1 realista e o FC Porto, mesmo em superioridade numérica, sentiu dificuldade. Antes de os argentinos entrarem, Quaresma teve o 2-1 nos pés com Reina fora da baliza. Mas Hyypia substituiu bem o guarda-redes e manteve a igualdade.

As mexidas de Jesualdo não resultaram e, a ver os minutos a passar, o FC Porto começou a perder discernimento. As linhas do Liverpool estavam agora muito juntas e havia pouco espaço para se jogar.O domínio continuou azul, mas mais por consentimento contrário do que por mérito. E o resultado manteve-se inalterável.
Tão cedo, o FC Porto – que continua sem perder em casa com ingleses – não terá outra oportunidade assim para levar de vencida um colosso destes!

Resultados do Grupo A da Liga dos Campeões 2007/2008

FC Porto - Liverpool, 1-1 (Lucho González, 8' gp; Kuyt, 17')
Marselha - Besiktas, 2-0 (Rodríguez, 76', Djibril Cissé, 91')

Classificação do Grupo A

1º Marselha, 3 pontos
2º Liverpool, 1 ponto
3º FC Porto, 1 ponto
4º Besiktas, 0 pontos

Vídeo

FC Porto 1-1 Liverpool
Lucho González, 8' gp
Kuyt, 17'



Vem fazer parte da equipa do Desportugal (saber mais neste link)


Fotos: AP

Página Inicial

6 comentários:

  1. A 2ª parte foi muito má, tava tudo a dormir quando tínhamos era de carregar em cima do Liverpool para poder aproveitar a vantagem numérica. Espero que os 2 pontos que desperdiçamos não venham a faltar no final das contas do grupo.

    ResponderEliminar
  2. Depois temos uma expulsao (justa ou injusta nao importa), o Livepool passa a jogar com 10, mantem a mesma consistencia defensiva, mas nao conseguem fazer os seus contra-ataques, o jogo acaba por cair em uma monotomia e acaba empatado.

    Para o Porto o empate foi bom, apesar de terem ficado com a sensçao de que pediam ter feito mais. E para o Liverpool tbm foi bom, porque 1 ponto fora de casa é sempre importante.

    ResponderEliminar
  3. O Porto podia ter ganho este jogo na boa, o Gerrard nem mexeu com Paulo Assunção por perto, vamos ás classificações.

    Nuno - Mt mal no lance do golo, o Helton tinha tirado a soco aquela bola.

    Bosingwa - Secou o Babel e tudo o que lhe apareceu pela frente, é daqueles jogadores que o Benitez deve ter pensando "Hmm este Bosingwa tinha lugar de caras na minha equipa"

    Bruno Alves - Grande! Gigante! Impôs-se ao Fernando "atira-separaochão" Torres, é um menino esse Espanhol.

    João Paulo - Tem de melhorar nalguns aspectos

    Fucile - O nosso melhor melhor lateral esquerdo! E ainda tão jovem, não deu hipoteses ao Pennant e ainda lhe arrancou a expulsão.

    Paulo Assunção - Gigante, enorme...ao ponto de secar completamente o Gerrard, mas é que secou mesmo

    Raul Meireles - Esta num grande momento de forma, faz as transições defesa-ataque como poucos no futebol europeu.

    Lucho Gonzalez - Eu logo vi porque é que o Real Madrid ofereceu 25M€ para te vir buscar, não falhou 1 unico passe e fez o passe para o Tarik que sacou o penalty. Ah "só" marcou o golo.

    Quaresma - Esteve muito bem, mais um enorme jogo, comeu o Finnan todo, quando esteve no lado do Arbeloa fez la uma finta que ate tive pena do Espanhol e ainda teve um promenor absolutamente magico no lance que o Hyppia tira da linha de golo.

    Tarik - Nada de especial a não ser a força de vontade que teve ao ir a bola solta e sacou o penalty.

    Lisandro - Mais 1 vez, enorme! Bem melhor que o Kuyt e Fernando Torres juntos.

    Mariano Gonzalez - Dispensa no fim da época. Nem sei como é possivel este jogador ja ter ido á selecção da Argentina.

    Ernesto Farías - Entrou bem, não se podia pedir mais, estava o Hyppia e o Carragher a marca-lo cerrado coitado.

    Um aparte, exibição muito má do Liverpool.

    ResponderEliminar
  4. ricardo teixeira19 setembro, 2007 20:21

    O Liverpool para vice-campeão europeu não jogou um corno, e logo que houve a expulsão passaram a jogar para o empate, mesmo contra um FCP adormecido.

    As duas equipas ficaram mal na fotografia, do jogo só se safou a atitude do Porto no primeiro quarto de hora, e alguma consistência das defesas dos 2 lados, que mesmo assim falharam em certos lances (como os dos golos).

    ResponderEliminar
  5. ricardo teixeira19 setembro, 2007 20:21

    O Liverpool para vice-campeão europeu não jogou um corno, e logo que houve a expulsão passaram a jogar para o empate, mesmo contra um FCP adormecido.

    As duas equipas ficaram mal na fotografia, do jogo só se safou a atitude do Porto no primeiro quarto de hora, e alguma consistência das defesas dos 2 lados, que mesmo assim falharam em certos lances (como os dos golos).

    ResponderEliminar
  6. A meu ver este resultado foi bom para o Liverpool. Para o Porto foi um bocado mau devido a boa exibiçao da equipa.. bom jogo do Porto, grande Lisandro!

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas