domingo, 5 de abril de 2009

Liga Inglesa: 31ª jornada - Liverpool ainda liderou mas Cristiano Ronaldo não deixou

Festa em cima da hora do Manchester United frente ao Aston Villa

On-fire é o que podemos dizer desta 31ª jornada da Liga Inglesa, onde o Liverpool chegou a liderar à condição, mas o Manchester United à semelhança do seu rival conseguiu os três pontos no minuto final. Não esquecer o Chelsea que venceu em Newcastle e mantém aspirações intactas de chegar ao primeiro lugar.

Cristiano Ronaldo rematava para o golo frente ao Aston Villa

Um golo do jovem desconhecido do grande público, o italiano Federico Machena nos descontos, frente ao Aston Villa, aliado aos dois golos de Cristiano Ronaldo evitou a terceira derrota do Manchester United e ainda retomaram a liderança.

Os “red devils”, que recebem o FC Porto na terça-feira em partida da primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, precisaram de um golo de Cristiano Ronaldo – que abrira o marcador na etapa inicial – a dez minutos do final para empatar a partida, antes de Machena proporcionar três pontos sofridos e importantes na luta com o Liverpool pela conquista do campeonato, depois de a formação de Rafael Benítez ter batido o Fulham no sábado.

Com Vidic, Scholes e Rooney castigados e Berbatov e Rio Ferdinand lesionados, Alex Ferguson, privado pela primeira vez em dois anos de qualquer elemento da habitual dupla de centrais (Ferdinand e Vidic), apresentou John O’Shea e Johnny Evans no eixo da defesa, enquanto o defesa-direito Gary Neville, de 34 anos, voltou à equipa principal depois de mais de dois meses de ausência (não jogava desde 31 de Janeiro). Nani e Cristiano Ronaldo iniciaram o encontro de Manchester a titulares e coube mesmo ao extremo inaugurar a contenda aos 14 minutos, após curto passe de Ryan Giggs num livre indirecto. O Villa fizera apenas um ponto nos derradeiros cinco encontros do campeonato e preparava-se para impor a terceira derrota consecutiva ao United na prova, algo que não acontecia desde Dezembro de 2001, devido aos tentos de John Carew, à passagem da meia-hora, e de Agbonlahor aos 58 minutos, após passe de Carew. Sem vencer o ManUnited nos derradeiros 26 jogos, desde Agosto de 1995, os "villans" pareciam caminhar para o triunfo, mas um pontapé de Cristiano Ronaldo com o pé esquerdo, de fora da área, aos 80 minutos, bateu novamente o guarda-redes Brad Friedel e devolveu a esperança ao adversário dos “dragões”.

Nani cedeu o lugar a Machena aos 61 minutos e o jovem ponta-de-lança italiano, de apenas 19 anos e formado na Lazio, tornou-se no herói do encontro ao apontar o tento do triunfo no segundo minuto de compensação, num espectacular pontapé em arco, depois de rodopiar sobre o oponente directo. O Manchester United soma agora 68 pontos e retomou a liderança perdida provisoriamente depois de o Liverpool, que tem um ponto a menos e uma partida a mais do que os “red devils”, ter batido o Fulham, enquanto o Chelsea segue com 64 no terceiro posto.

Explosao de alegria do Liverpool no estádio do Fulham


O Liverpool derrotou o Fulham por 0-1 em no velhinho Craven Cottage, estádio onde já cairam anteriormente Manchester United e Chelsea. Com quatro bolas enviadas à trave e ao poste da baliza do Fulham na etapa inicial, por Škrtel, Xabi Alonso, Fernando Torres e Andrea Dossena, o médio israelita Benayoun entrou a 14 minutos do final a substituir Kuyt e apontou o único tento do encontro três minutos depois dos 90 e fez explodir de euforia a equipa de Rafa Benítez.Os "reds" estão definitivamente na rota do título, isto após 2 décadas de sistemático afastamento.

Em St James' Park, no encontro de estreia de Alan Shearer como treinador dos "magpies", o antigo internacional inglês viu Lampard inaugurar o marcador aos 56 minutos para o Chelsea, ao corresponder da melhor maneira de cabeça a um remate de Anelka que embateu na barra. Sem qualquer jogador português em campo (Ricardo Carvalho, Deco e Hilário não saíram do banco de suplentes, enquanto José Bosingwa e Paulo Ferreira estiveram ausentes por lesão e Ricardo Quaresma não constou dos escolhidos),Malouda aumentou a vantagem dos "blues" nove minutos volvidos, após assistência de Lampard. Agora segue-se uma deslocão a Anfield na quarta-feira para defrontar o Liverpool na Liga dos Campeões.

O Arsenal, quarto classificado, tem mais seis pontos do que o Aston Villa, quinto, depois do triunfo de 2-0 sobre o Manchester City, numa partida em que Adebayor bisou em cada uma das partes. Este triunfo significou igualmente a 17ª partida sem perder na Premier League para os comandados de Arsène Wenger, enquanto o West Ham deu um passo importante na luta por uma classificação europeia, ao derrotar o Sunderland, por 2-0. Titular na formação da capital inglesa, Luís Boa Morte ofereceu o primeiro golo da sua equipa a Stanislas a três minutos do intervalo, tendo actuado durante todo o encontro.

O Everton confirmou a candidatura à edição 2009/10 da Liga dos Campeões e ficou apenas a dois pontos do Aston Villa, fruto da goleada de 4-0 imposta ao Wigan, em Goodison Park. O avançado brasileiro Jô inaugurou a contenda aos 26 minutos e bisou aos 51, tendo o "cabeludo" Fellaini (47) e Leon Osman (61) feito os restantes golos dos “magpies”

O Sunderland caiu para a 17ª posição e, na luta pela manutenção, foi ultrapassado por três equipas. O Stoke City, com Filipe Teixeira em campo a partir dos 60 minutos e sem Pelé, venceu no reduto do último classificado, o WBA, por 0-2, ao passo que o Blackburn Rovers derrotou o Tottenham por 2-1 e o Bolton (de Ricardo Vaz Té) despachou o aflito Middlesbrough por 4-1. Finalmente, Hull City e Portsmouth empataram a zero.

Resultados da 31ª jornada da Liga Inglesa - Premier League 2008/2009

Manchester United - Aston Villa, 3-2 (Cristiano Ronaldo 14' e 80' e Macheda 90'3; Carew 30' e Agbonlahor 58')
Fulham - Liverpool, 0-1 (Benayoun 92')
Newcastle - Chelsea, 0-2 (Lampard 56' e Malouda 65')
Everton - Wigan, 4-0 (Jô 27' e 51', Fellaini 47' e Osman 61')
Arsenal - Manchester City, 2-0 (Adebayor 8' e 49')
Bolton - Middlesbrough, 4-1 (Davis 8', Cahill 44', Taylor 78' e Gardner 84'; O'Neil 38')
Hull City - Portsmouth, 0-0
West Bromwich - Stoke, 0-2 (Fuller 2' e Beattie 49')
West Ham - Sunderland, 2-0 (Stanislas 42' e Tomkins 53')
Blackburn - Tottenham, 2-1 (McCarthy 82' e Ooijer 89'; Robbie Keane 30' g.p.)

Classificação da Liga Inglesa - Premier League 2008/2009

Tabela Classificativa em Inglaterra

Vídeos

Manchester United 3-2 Aston Villa
Cristiano Ronaldo 14' e 80'
Carew 30'
Agbonlahor 58'
Macheda 93'



Jogos do Liverpool,Chelsea e Liverpool


Add to Technorati Favorites

Fotos: AP

Página Inicial

2 comentários:

  1. porque é que o ronaldo nao consegue fazer o mesmo que em inglaterra na selecção?

    não basta ser o melhor do mundo do manchester, terá que provar a todos que o consegue fazer pela sua nação. mesmo assim boa sorte e que jogue bem.

    ResponderEliminar
  2. Too Bad Porto were unlucky to come away with a win. The defensive lapse as a result from Rooney's goal was the main difference. Other than that, the Dragons were excellent throughout the match.

    My buddy is happy for your team because the goal scored by Mariano courtesy of Lisandro cross. Both players are product of his club, Racing from Argentina.

    So what do you think of your chances in the second leg? Frankly speaking, I think Porto does have the upper hand as long they don't concede two goals.

    Don't forget to listen to our Podcast

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas