quarta-feira, 11 de março de 2009

Liga dos Campeões: Resultados da 2ª mão dos Oitavos-de-final - Sporting novamente varrido pelo Bayern (7-1) na despedida histórica

Van Bommel festejava golo ao Sporting

Absolutamente lamentável, o comportamento do Sporting nestes oitavos de final da Liga dos Campeões 2008/2009. Depois de perder, há duas semanas em Alvalade por 0-5 com o Bayern de Munique, os leões ou gatinhos, levam outra sova das antigas no Alianz Arena por 7-1!

Uma vez, ainda teria alguma desculpa, mas repetir a dose, é obra! Não estamos a falar de um clube de Andorra ou do Luxemburgo, mas sim, de um dos maiores clubes portugueses e da europa. E por mais inexperiência que esta equipa do Sporting tenha em fase finais da Champions League, nem a brincar, os portugueses poderiam esperar um desempenho tão amador.

Quanto ao Bayern, é um grande histórico da europa, mas chiça, está longe de ser o papão que tanto medo meteu ao Sporting e o deixou na pior ressaca europeia de todos os tempos. Estamos em 2009!

Nunca, em toda a história da Liga dos Campeões, uma equipa havia perdido uma eliminatória por uma diferença acumulada tão grande: 12-1! Um parcial de fazer inveja às equipas de países que já referi, que saem (quase) sempre das pré-eliminatórias por números semelhantes àqueles com que o Bayern afastou o Sporting. O maior acumulado pertencia ao Lyon. Em 2004/05, também nos oitavos-de-final, os franceses afastaram o Werder Bremen por 10-2 (3-0 na Alemanha, 7-2 em casa). Já depois disso, em 2006/07, o Manchester United deu, nos quartos-de-final, 8-3 ao Roma: até perdeu em Itália 2-1, mas ganhou em Inglaterra por... 7-1.

Rui Patrício sofria de penalti mais um golo

Depois da vergonha na cara assumida por Polga em Alvalade, há duas semanas, o Sporting ainda conseguiu pior em Munique. Paulo Bento quis fazer as pazes com Miguel Veloso e falhou redondamente ao apostar no esquerdino, especialmente depois de mais um caso protagonizado pelo número 24 na véspera do jogo. De resto, para além dos lesionados Rochemback, Postiga, Grimi e Romagnoli, deixou ainda no banco os habituais titulares Carriço e Izmailov, com Liedson a nem sequer viajar e a ser poupado a novo desastre. O Bayern, também com algumas baixas sonantes por lesão, especialmente os principais responsáveis pela goleada da primeira mão, Ribéry e Luca Toni, aproveitou ainda para fazer descansar o guarda-redes Rensing, por troca com o ex-Benfica Butt, e o central argentino Demichelis. Mas apresentou uma equipa de respeito, com Klose e Podolski na frente e um meio-campo liderado pelos trintões Zé Roberto e Van Bommel, que foi superior em tudo aos leões e não só na idade. Foi mesmo em tudo!

Polga foi um desastre em Munique

O 4-1 ao intervalo era mais do que justo e espelhava bem a miserável actuação do Sporting em Munique – só mesmo o golaço de Moutinho escapou à mediocridade! Os leões nunca conseguiram pegar no jogo e deram demasiado espaço aos germânicos. Klinsmann até se ria no banco. É que as facilidades dadas pelo Sporting mereciam gargalhadas! Com nova goleada já garantida, o treinador leonino deixou Veloso e Pereirinha no banho ao intervalo, chamou Abel e Izmailov para renovar o flanco direito, como se tivesse sido por aí o descalabro. Não foi, diga-se! Mas o russo até entrou bem, enquanto o lateral se limitou a tentar cumprir.

Os leões chegaram a criar a ilusão de ter equilibrado o jogo. Mas o Bayern, já sem Zé Roberto e que parecia estar apenas a gerir o tempo, voltou à carga nos derradeiros 15 minutos. E foi aí que arrasaram por completo os leões, que deixaram a Champions completamente de rastos. O resultado final ficou em 7-1 e o Sporting saiu da prova com 20 golos encaixados em oito partidas.

Foram goleadas a mais: Bayern (0-5 e 1-7) e Barcelona (2-5). Doze golos em dois jogos com os bávaros, o pior de sempre de uma equipa portuguesa, uma festa para os alemães e uma lição para os portugueses. Nunca os “leões” tinham conseguido qualificar-se para os oitavos-de-final mas, a ser assim, não vão querer mais.

Drogba desfazia dúvidas em Turim

Em Itália, a Juventus, que tinha perdido em Inglaterra frente ao Chelsea, não conseguiu inverter a eliminatória nesta segunda mão. Empatou a duas bolas, o que colocou a equipa de Ranieri fora da competição devido à derrota por 1-0, em Stamford Bridge. Os italianos, com Tiago a titular, até começaram bem e, aos 19’, Iaquinta combinou com Trezeguet e inaugurou o marcador. Mas o Chelsea, que teve Bosingwa no “onze” inicial e Deco, Ricardo Carvalho e Hilário no banco, empatou por intermédio de Essien nos minutos de desconto da primeira parte. A segunda metade não começou da melhor forma para a “Juve” que, aos 70’, ficou reduzida a dez jogadores, devido à expulsão de Chiellini. Mesmo assim, Del Piero voltou a dar algum alento aos adeptos, quando colocou novamente a equipa de Turim na frente, graças a uma grande penalidade. Mas a sete minutos do fim o inevitável Drogba fez o empate final.

Gerrard marcava ao Real Madrid

Pela quinta vez consecutiva, o Real Madrid voltou a ficar pelos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. O campeão espanhol, que já tinha perdido, por 0-1, em casa, resistiu muito pouco tempo em Anfield Road e acabou por ser goleado, por 4-0, por um Liverpool que foi sempre superior. Fernando Torres foi a figura da equipa, juntamente com Gerrard. O internacional espanhol abriu o marcador e foi uma dor de cabeça para a dupla de centrais Pepe e Cannavaro. O inglês apontou dois golos e realizou uma exibição impecável. O Real, porém, pode queixar-se de uma grande penalidade inexistente que deu o segundo golo à equipa de Rafa Benítez, mas a verdade é que o seu melhor jogador acabou por ser o guarda-redes Casillas, o que quer dizer muito.

O primeiro golo do Liverpool surgiu quando estavam decorridos 16’, num lance em que tanto Pepe como Cannavaro falharam, permitindo a Fernando Torres surgir na cara do guarda-redes a fazer o golo. Pouco depois, aos 27’, os ingleses aumentaram a vantagem num lance que deixou muitas dúvidas. O árbitro assinalou grande penalidade numa jogada em que Heinze apenas terá tocado a bola com o ombro. Gerrard aproveitou e aumentou a vantagem, transformando o jogo num verdadeiro pesadelo para os espanhóis que, a partir desta altura, ficaram praticamente condenados. No início da segunda parte, o Liverpool encostou completamente o Real Madrid às cordas e logo aos 47’, Babel colocou uma bola na área e surgiu mais uma vez Gerrard a rematar de forma indefensável para Casillas.

A formação espanhola como que se finou. Completamente dominada por um adversário que foi sempre superior. Mesmo assim, Raul teve uma excelente oportunidade para reduzir a desvantagem, aos 51’, mas concluiu da pior forma um bom cruzamento de Sérgio Ramos. Pouco mais havia a fazer. E a dois minutos do final Dossena fez o quarto golo. A tradição manteve-se.

Llorente selava apuramento do Villarreal em Atenas

Quem também segue para os quartos-de-final é o Villarreal. A equipa espanhola foi vencer ao terreno do Panathinaikos, por 1-2, e superou o empate a um golo que levava da primeira mão. O resultado foi construído na segunda parte. Ibagaza, aos 49’, fez o primeiro golo para o “submarino amarelo”. Os gregos ainda conseguiram chegar ao empate, por Mantzios, depois de um canto. Mas um contra-ataque da formação espanhola, aos 69’, acabou com as esperanças dos gregos. O golo foi de Llorente.

Resultados da 2ª mão dos Oitavos-de-final da Liga dos Campeões 2008/2009

Bayern Munique - Sporting, 7-1 (5-0 na 1.ª mão) (Podolski 7' e 34', Anderson Polga 39', Schweinsteiger 43', Van Bommel 74', Klose 82' gp, Müller 90'; João Moutinho 42')
Liverpool - Real Madrid, 4-0 (1-0 na 1.ª mão) (Fernando Torres 15', Gerrard 28' gp e 47', Dossena 85')
Juventus - Chelsea, 2-2 (0-1 na 1.ª mão) (Iaquinta 19', Del Piero 74' gp; Essien 46', Drogba 83')
Panathinaikos - Villarreal, 1-2 (1-1 na 1.ª mão) (Mantzios 55'; Ibagaza 49', Llorente 70')

Vídeos

Bayern Munique 7-1 Sporting
Podolski 7' e 34'
Anderson Polga 39'
João Moutinho 42'
Schweinsteiger 43'
Van Bommel 74'
Klose 82'
Müller 90'


Liverpool 4-0 Real Madrid
Fernando Torres 15'
Gerrard 28' e 47'
Dossena 85'


Juventus 2-2 Chelsea
Iaquinta 19'
Essien 46'
Del Piero 74'
Drogba 83'



Panathinaikos 1-2 Villarreal
Ibagaza 49'
Mantzios 55'
Llorente 70'



Add to Technorati Favorites

Fotos: AP

Página Inicial

10 comentários:

  1. Marco Fernandes11 março, 2009 05:42

    Como não consigo explicar a derrota do Sporting, junto-me à dor do Real, Juventus e Panathinaikos.

    ResponderEliminar
  2. Nem meu Santa Cruz tomaria 12 gols em dois jogos,isso é uma vergonha deveriam deixar os jogadores sem salarios por um ano um gol pra cada mê.

    Humilhação Isso é apelido, Essa Sacolado nem tem nomee... o Bayern vai comemorar isso pelo resto de suas vidas,,,,,, e vai com moral para as Quartas de final.

    ResponderEliminar
  3. poxa vida o que sera que aconteceu com o time do Sporting tomar duas goleadas sem o minino de reação é dificil de acreditar parabéns ao Bayern que pelo visto ganho sem dificuldades e também vai com grande moral para enfrentar o proximo adversario. essa zaga do sporting é horrivel ,mais o bayern mUnique também esta muito bom , mais o sporting também ajudou jogou pessimo as duas partidas

    ResponderEliminar
  4. O Sporting esse ano deu um vexame pior que o da Roma ano passano, quando foi surrada pelo Manchester. O Bayern não vem inspirando confiança na Bundesliga, foi eliminada nas Quartas na Copa da Alemanha. Mas é uma camisa que tem de ser respeitada sempre. O time do Sporting não é ruim. Mas não teria forças para encarar o forte volume de jogo do Bayern de Munique. Isso pq o time jogou sem vários jogadores, o que prova a qualidade do elenco. Embora o Klinsmann não seja o técnico ideal para o Bayern, chega a dar até saudade do Ottmar Hitzfeld. O Bayern definitivamente se apresenta como um forte candidato ao título da Champions. Danke Mai Bayern.

    As minhas preces para voces tugas!

    ResponderEliminar
  5. Goleados ne pré época em Madrid, goleados em Barcelona, goleados em Alvalade pelo Barça, goleados em Alvalade pelo Bayern e agora humilhados em Munique.

    Não foi apenas uma má noite, há muita coisa que reflectir no sporting, que tem muito mais valor que o que mostrou nestes jogos, mas uma cois aparece-me evidente, o sporting só chegou a esta fase da champions pelo fraquissimo grupo que teve seja como for é maus demais para ser verdade.

    ResponderEliminar
  6. O Sporting pura e simplesmente nao tem capacidade para jogar com os grandes da Europa. O Paulo Bento não é capaz de preparar a equipa para estes jogos. É um treinador de dimensão nacional e nada mais. Se tivesse vergonha na cara pedia hoje a demissão mas como não tem ...

    ResponderEliminar
  7. peço desculpa por este resultado, pela risada na Europa deste Clube Português, não pinto a cara de preto/negro, porque depois a graxa/tinta não saía, mas vou pintar a PICHOTA de tal cor pode ser que CRESÇA!!!

    ResponderEliminar
  8. Tiago Ferreira11 março, 2009 06:00

    Quando se trata de provas da UEFA, sofro por todas as equipas do meu país, dando por mim a festejar efusivamente golos do Benfica ou do Sporting. Precisamente por isso, por sentir que o Sporting estava a representar Portugal na Liga dos Campeões, não posso deixar de sentir-me humilhado, vexado, abatido e, mais ainda, triste. É muito triste que o Sporting Clube de Portugal termine esta eliminatória com 12 (!) golos sofridos. É vergonhoso! Não se admite, em alta competição, que isto aconteça.

    ResponderEliminar
  9. Sérgio Matias11 março, 2009 06:16

    neste momento triste, devemos ter algum sentido de humor. Então vejam esta imagem do Paulo Bento agarrado à lata de 7ven UP.

    copiem e coloquem no vosso brower está muito fixe

    http://img19.imageshack.us/img19/378/bento.jpg

    saudações desportivas

    ResponderEliminar
  10. Isto que aconteceu ao Sporting é trágico. Ainda estou em estado de choque!

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas