domingo, 27 de abril de 2008

Benfica vence Belenenses por 2-0 e coloca pressão no Sporting pela Liga dos Campeões

Luisão inaugurou o marcador no derbi de Lisboa

O Benfica resolveu dar tréguas aos seus adeptos, finalizando uma série de 3 derrotas e um empate, ao vencer no dérbi de Lisboa o Belenenses por 2 a 0. Com este triunfo os encarnardos voltam a acreditar na qualificação para a Liga dos Campeões, estando para já no 3ª lugar à condição. O Sporting joga neste domingo frente ao Marítimo em Alvalade e poderá recuperar o lugar perdido. Já o Vitória de Guimarães recebe o FC Porto, e em caso de vitória poderá praticamente alcançar o sonho de estar entre os melhores da Europa.

Cardozo numa oportunidade de golo frente a Julio Cesar

A precisar de vencer para não se atrasar ainda mais na luta pelo segundo lugar, o Benfica apresentou três novidades, com Edcarlos, Nuno Assis e Óscar Cardozo a serem aposta de Fernando Chalana. Apesar disso, os "encarnados" continuaram a denotar os mesmos problemas das últimas partidas, facto do qual se aproveitou o Belenenses para ir controlando as movimentações do adversário. Cardozo ainda obrigou o guarda-redes Júlio César a duas boas intervenções aos 28 e 35 minutos, mas seria um defesa a marcar a quatro minutos do intervalo. Rui Costa cobrou um canto curto para Cristián Rodríguez, com o uruguaio a cruzar para a área do Belenenses. A defesa visitante não logrou afastar o perigo e a bola sobrou para Luisão, que não se fez rogado e atirou a contar com o pé direito.O tento do brasileiro, que festejou exuberantemente com Fernando Chalana, provocou uma reacção espontânea na equipa de Jorge Jesus.

Tacuara festejava golaço de livre

Rafael Bastos, que já tinha visto Quim negar-lhe o tento do empate mesmo a fechar a primeira parte, continuou a revelar-se infeliz na 2ª parte. O brasileiro protagonizou um raro momento de futebol aos 54 minutos, quando acertou no mesmo poste por duas vezes, na sequência de outros tantos remates de pé direito. O Benfica sobreviveu ao assalto "azul" e acabou mesmo por fazer o 2-0 aos 65 minutos, altura em que Cardozo cobrou de forma soberba um livre directo. O conjunto de Belém não esmoreceu e Weldon obrigou Quim a mais uma excelente intervenção aos 72 minutos, quatro antes de Hugo Alcântara ter deixado o Belenenses a jogar com dez, ao ser expulso por agredir Katsouranis com um estalo.

A luta pelos lugares da «Champions» continua em aberto, ficando tudo por decidir nas últimas duas jornadas da bwin Liga.

Vídeo

Benfica 2-0 Belenenses
Luisão 41',
Òscar Cardozo 65'


Add to Technorati Favorites

Fotos: AP

Página Inicial

9 comentários:

  1. A vitória não assenta mal ao Benfica já que foi eficaz. Não ficaria também nada mal com um empate já que a formação do Restelo fez tudo para a merecer só que a sorte não esteve do lado deles, ou estava lá o Quim ou havia pontaria a mais para os postes.

    ResponderEliminar
  2. Não foi nada de brilhante (mas também não se poderia pedir muito mais) mas chegou para o mais importante... os 3 pontos e o elevar da moral para os últimos 2 jogos na luta pela Champions League.

    Força BENFICA

    ResponderEliminar
  3. Acredito plenamente que se ganharmos os 2 jogos que faltam (nós benfiquistas), estaremos na Champions League. 2º ou 3º? Não sei... mas em 4º duvido muito.

    Bem que merecíamos uma alegria neste final de época depois de uma época tão desastrosa.

    ResponderEliminar
  4. Mas o que é que se passou na cabeça de Hugo Alcântara para dar uma bofetada em Katsouranis a meio metro do àrbitro ???

    Estupidez completa!

    ResponderEliminar
  5. césar fernandes27 abril, 2008 04:20

    Foi um bom jogo do Benfica. Bem tacticamente e a pressionar, conseguiu a espaços encostar o Belenenses.

    Foi num desses períodos, depois de meia hora muito dividida e jogada a meio campo, que no seguimento de um canto Luisão concretiza um golo bonito.

    Na segunda parte o Belenenses entrou melhor e foi infeliz ao atirar duas bolas ao poste. Depois Jorge Jesus desiquilibra a equipa e o Benfica, num soberbo livre de Cardoso matou o jogo. A partir daí soube controlar e ainda falhou um ou outro golo.

    Boa vitória para continuar na luta...e com o sonho do segundo lugar.

    ResponderEliminar
  6. Sem dominar convictamente ganhámos.
    E assim continuamos nesta desgraça...mas valem os 3 pontos.

    E o Chalana mais uma vez nas suas fantásticas entrevistas.

    "Dedico esta vitória a todos os benfiquistas"
    "É como eu digo, isto é futebol"

    ResponderEliminar
  7. hugo rodrigues27 abril, 2008 04:26

    Neste jogo, o Benfica não foi brilhante mas fez o suficiente para justificar a vitória. O Belenenses dominou a espaços, mas obviamente isso deve-se à excelente equipa que tem e não deve ser considerado demérito do Benfica.

    Luisão - Esteve imperial. Voltou a assumir o lugar de patrão da defesa. Uma ou duas intervenções decisivas e um golo. É verdade que é lento mas neste caso isso não foi importante porque os avançados do Belenenses não foram assim tão rápidos.


    Katsouranis - Longe do brilhantismo de outros tempos, foi eficaz e seguro. Tem a vantagem de, por vezes, ser um 3º central, o que permite outra eficácia nas dobras.

    Nuno Assis - Uma das actuais nódoas do Benfica. Não fez nada. A equipa não está estruturada para o que ele sabe fazer, que é passe curto e rápido. Só serve para perder a bola, para mim é um jogador com qualidade, mas neste momento não há lugar para ele no Benfica.

    Rui Costa - Uns furos abaixo do que nos tem habituado, mas isso quer dizer que assim esteve ao mesmo nível dos outros. Mas classe surge mesmo nos momentos piores e se o Rui não foi o desiquilibrador que tem sido, também não comprometeu nunca.

    Rodriguez - O rapaz corre que se farta e tem bom poder físico, mas por vezes parece que é só isso que sabe fazer. Mas a verdade é que normalmente decide bem e segura a bola como poucos. Esteve bem, mas não excepcional.

    Nuno Gomes - Se tem algum dom, deve ser no balneário, com a famosa mística, porque em campo não faz nenhum. Mais vale manterem o Mantorras, sempre deve fazer mais, mesmo a pé coxinho.

    Cardozo - Não fosse o Lisandro, e ele seria para mim o melhor ponta de lança do campeonato português. Trabalha muito, tenta sempre fazer alguma coisa com as bolas que lhe chegam em péssimas condições, tem uma capacidade de leitura e passe longo invejável e um pé esquerdo que faz maravilhas. É lento? É. Não tem pé direito? Não. Mas é um ponta de lança à antiga, com uns alas de jeito, ele ainda fazia mais estragos.
    Substitutos:

    ResponderEliminar
  8. Acho que o Benfica não fez grande jogo, mas foi eficaz que é tudo o que peço neste momento.
    Gostei do Cardozo, do Nelson, do Rui Costa e do Di Maria do lado do Benfica. Do Belém gostei de ver o Rolando, o Filipe Bastos e o Rodrigo Alvim, principalmente o segundo que para mim fez mesmo um grande jogo. Fiquei com a sensação que ficámos com a fava (Ruben Amorim) e o Porto com o brinde (Rolando).

    ResponderEliminar
  9. alexandre nunes27 abril, 2008 04:30

    Vi o jogo aos soluços e não posso atestar da justiça do resultado, apesar de ter existido uma equipa que se superiorizou a outra no que a golos toca...

    Confirma-se a minha impressão de um jogo bom por parte do Edcarlos, seguido pelo Néson? O Léo pareceu-me muito desconcentrado e o Luisão o trepo do costume(tem a sorte de marcar golos importantes).

    O melhor em campo pareceu-me ter sido o Katsouranis. O Rodriguez ficou escondido no bolso de alguém e o Rui com pouco espaço. O Nuno Assis é meia nulidade: ataca razoávelzinho e simplesmente não defende. Para este esquema, não serve!

    No ataque o Nuno está claramente a mais e o Cardozo continua a ser um abono.

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas