segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Liga Italiana : 18ª jornada - AC Milan com armada brasileira em destaque e Pato particularmente. Inter só vence

Estreia a marcar de Pato pelo AC MIlan

Em Itália, jogou-se a 18ª jornada da Série A e a paragem natalícia não fez mal ao Inter de Milão, que se mantém destacado na liderança. Os "nerazzurri" venceram na deslocação a Siena por 2-3, com mais dois golos de Ibrahimovic, continuando com sete pontos de avanço sobre a AS Roma, que ganhou em Bérgamo à Atalanta por 0-2. A notícia do dia foi, no entanto, o regresso aos golos de Ronaldo no AC Milan. Longe dos tempos em que lhe chamavam "fenómeno", o avançado brasileiro mostrou que ainda sabe onde são as balizas adversárias, bisando no triunfo dosa milaneses sobre o Nápoles, em San Siro por 5-2. A jovem promessa brasileira, Alexandre Pato também esteve em destaque, marcando um golo na estreia oficial com a camisola "rossonera".

Aguardava-se com expectativa a estreia de Pato no AC Milan e o jovem não desiludiu. Com quatro dos cinco golos apontados por jogadores brasileiros, o Milan deu espectáculo e, ao sabor do samba proporcionado pelo tridente ofensivo constituído por Kaká, Pato e Ronaldo, venceu finalmente em San Siro na presente temporada da Serie A. A formação de Carlo Ancelotti, que tem menos três jogos do que a maioria dos adversários, inaugurou a contenda à passagem do quarto-de-hora. Andrea Pirlo colocou em Ronaldo e este atirou a contar, mas oito minutos volvidos uma rápida jogada de contra-ataque permitiu a Roberto Sosa empatar a partida.

Duraram pouco os festejos, pois logo a seguir Seedorf rematou com êxito, após duas tentativas de Pato defendidas por Gennaro Iezzo. Numa etapa inicial frenética e plena de emoção, Kaladze derrubou Lavezzi dentro da área e Maurizio Domizzi não desperdiçou o penalty, aos 38 minutos. Os milaneses adiantaram-se logo no início do reatamento, quando Ronaldo desviou de cabeça um cruzamento de Seedorf. Kaká fez o quarto tento num potente e colocado remate de longe, aos 68 minutos. Pato coroou uma estreia de sonho ao fechar a contagem meia-dúzia de minutos volvidos, após passe de Favalli, e não conseguiu conter as lágrimas.

Ibrahamovic marca mais um

O Inter foi até ao Stadio Artemio Franchi, ainda sem Luís Figo mas com o médio Pelé a partir do minuto 73, os “nerazzurri” colocaram-se na frente aos 26 minutos, quando Ibrahimovic transformou com êxito uma grande penalidade a castigar falta sobre Julio Cruz. A formação de Mario Beretta empatou volvidos cinco minutos, graças a um autogolo de Iván Córdoba, impotente para travar o remate de Massimo Maccarone. Mas o Inter chegaria ao intervalo a ganhar, devido ao tento apontado por Cambiasso nos descontos. Na segunda parte, Ibrahimovic descansou os adeptos milaneses e garantiu a 14ª vitória à equipa de Roberto Mancini, ainda sem derrotas, de nada valendo o golo de Fernando Forestieri perto do fim.

Em Bérgamo, a AS Roma, com Antunes no banco de suplentes, esteve a perder com um golo de Adriano Ferreira Pinto aos 17 minutos, mas deu a volta ao desafio com a Atalanta no final da etapa inicial e começo da segunda metade. Francesco Totti marcou o seu 198º golo com a camisola dos “giallorossi” aos 38, antes de Mancini, que falhara duas excelentes ocasiões, dar os três pontos ao conjunto de Luciano Spalletti. Udinese (1-0) e Fiorentina (2-1) obtiveram importantes triunfos em campo alheio, diante do Caglari e Parma, e estão agora a dois pontos da Juventus. Fabio Quagliarella foi o autor do único golo dos homens de Udine, enquanto Couto substituiu Falcone logo aos dez minutos e viu o romeno Adrian Mutu marcar o tento do triunfo aos 85 minutos, de penalty, depois de ter inaugurado a contenda aos 44 e de Ferdinand Coly ter empatado aos 69.

Com o médio português Vidigal titular durante toda a partida, o Livorno começa a ver os frutos do trabalho de Giancarlo Camolese, ex-técnico dos “granata”, pois saiu do reduto do Torino com um precioso triunfo de 1-2, com bis de Tavano. A jogar perante os seus adeptos, a Lazio não conseguiu segurar a vantagem obtida através do remate certeiro de Stefano Mauri, uma vez que dois golos de Borriello, o primeiro de penalty e o segundo de cabeça, entregaram os três pontos em disputa ao Génova. Naquela que constituiu a única vitória caseira, a Samp subiu ao sétimo lugar depois de vencer o Palermo com tentos de Bellucci,Sammarco e Antonio Cassano, este na etapa complementar.

Resultados da 18ª Jornada da Liga Italiana - Série A 2007/2008

AC Milan - Nápoles, 5-2 (Ronaldo 15', 46', Seedorf 31', Kaká 68', Alexandre Pato 74'; Sosa 28', Domizzi 38 gp)
Lazio - Génova, 1-2 (Stefano Mauri 23'; Borriello 51' g.p. e 55')
Parma -Fiorentina, 1-2 (Coly 69'; Mutu 44' e 85' g.p.)
Siena - Inter, 2-3 (Cordoba 31 p.b. e Forestieri 92'; Ibrahimovic 26' g.p. e 52' e Cambiasso 46')
Catania - Juventus, 1-1 (Spinesi 15'; Del Piero 91' g.p.)
Torino - Livorno, 1-2 (Bottone 78'; Tavano 21' e 50')
Cagliari - Udinese, 0-1 (Quagliarella 32')
Atalanta - AS Roma, 1-2 (Pinto 17'; Totti 38' e Mancini 45')
Sampdoria - Palermo, 3-0 (Bellucci 21', Sammarco 45' e Cassano 77')
Empoli - Reggina, 1-1 (Saudati 4' g.p.; Ceravolo 2')

Classificação da Série A

Classificação da Série A

Vídeo

Todos os golos da 18ª jornada da Liga Italiana


Resumo alargado do AC Milan - Napoli (5-2) - link

Vem fazer parte da equipa do Desportugal (saber mais neste link)

Add to Technorati Favorites

Foto: Gazetta dello Sport

Página Inicial

1 comentário:

  1. mário alexandre14 janeiro, 2008 04:09

    Agora vamos ter Pato. Curioso este nome, mas vai andar de boca em boca nos próximos tempos. É muito bom jogador.

    O Inter passeia, tal como o Porto em Portugal.

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas