quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Benfica empata 1-1 com AC Milan e resta lutar pela UEFA

Maxi Pereira abraçado após golaço frente ao Milan na Luz

O Benfica empatou 1-1 no Estádio da Luz frente ao campeão europeu AC Milan e hipotecou as suas possibilidades de prosseguir na prova máxima, tudo porque o Celtic marcou um golo já nos descontos na vitória de 2-1 frente ao Shakhtar Donetsk. Resta agora ao Benfica vencer na Ucrânia para "saltar" para a Taça UEFA.

Há muito tempo que a Luz não assistia a um jogo tão electrizante, repleto de oportunidades, ora numa baliza, ora na outra. O público adorou o espectáculo, os 90 minutos foram preenchidos com constantes momentos de emoção. No entanto, como é apanágio no Benfica desta temporada, a equipa entrou a dormir e apática.

Camacho, pôde contar com a totalidade do plantel para o embate ante os italianos, excepção feita ao castigado Binya. Assim, o técnico espanhol optou pela utilização de Petit no meio-campo, que regressou à competição no último desafio da Liga portuguesa, ante a Académica. David Luiz voltou a ser titular, depois de recuperar totalmente de uma lesão no pé sofrida no início da temporada, ao passo que Maxi Pereira e Cristián Rodríguez alinharam de início depois de terem falhado o desafio ante os “estudantes”. Carlo Ancelotti, por seu lado, viu-se privado de Massimo Ambrosini e do avançado Filippo Inzaghi, tendo chamado ao lote dos eleitos o "fenómeno" Ronaldo, que acabou por não sair do banco de suplentes.

O Milan entrou melhor no encontro e poderia ter chegado à vantagem logo no primeiro minuto, após cruzamento de Brocchi do lado direito. O centro encontrou Gilardino no coração da área mas o avançado, em boa posição, atirou ao lado. Apenas dois minutos volvidos, foi a fez de Seedorf visar a baliza à guarda de Quim, com o internacional português a responder com uma defesa atenta, para canto, numa fase de maior assédio dos forasteiros.

Pirlo voltou a marcar ao Benfica, agora na Luz

Os homens da casa demoraram a responder e o Milan chegou à vantagem à passagem dos 14 minutos, após disparo de Pirlo, a uns bons 25 metros da baliza de Quim. O internacional português ainda tentou deter o remate do italiano, mas nada havia a fazer após a “bomba” de Pirlo. Aos 18 minutos, os “encarnados” desperdiçaram a melhor oportunidade até à altura, após uma desatenção da defesa transalpina. Nuno Gomes isolou Rodríguez, que, perante a pressão dos defensores contrários, não conseguiu fazer o golo.

Ainda assim, os comandados de José Antonio Camacho chegariam à igualdade aos 19 minutos, graças a um golo sensacional do internacional uruguaio Maxi Pereira. Descaído sobre o lado direito, o médio uruguaio puxou a bola para o pé esquerdo e, fora da área, rematou forte e colocado. A bola ainda embateu no poste, mas acabou por entrar na baliza de Dida. Contudo, aos 28 minutos, o Milan voltou a assustar os adeptos da casa, na sequência de um disparo de Brocchi. Valeu ao Benfica Quim, a desviar para canto.

Na resposta, Maxi Pereira cruzou para a cabeça do compatriota Rodríguez, com o remate a sair muito perto do poste. Numa primeira parte bem disputada, com ritmo elevado, coube ao Benfica a última oportunidade de golo, num lance em que Nuno Gomes optou pelo passe em vez de rematar. Maxi Pereira ainda conseguiu visar a baliza italiana, mas Kaladze, com um corte providencial, evitou o segundo golo dos “encarnados”. Tanto Quim, como Dida encarregaram-se de obstar a que o resultado terminasse desequilibrado ao intervalo.

Káká em duelo com Petit

No segundo tempo, já com "grande" Maldini no lugar de Serginho, o jogo ficou menos aberto pois seriam sempre os lisboetas a procurar com insistência, o golo da vitória. A formação encarnada jogava com as "ganas" de Camacho e a prova disso é que os jogadores benfiquitas corriam cada vez mais sempre que olhavam para o relógio. Assistia-se à imagem de marca (resolver as partidas nos momentos finais dos encontros), mas a verdade é que desta vez, não houve golos para ninguém.

Mesmo assim aos 53 minutos, Rui Costa esteve perto de marcar, na sequência de um lance individual. O “maestro” entrou na área, pelo lado esquerdo e rematou de pronto, para defesa atenta de Dida. Aos 61 minutos, a bola entrou novamente na baliza milanesa, após remate de Petit, mas Nuno Gomes, que aproveitou a recarga, estava em posição irregular. Aos 66 minutos, o avançado português desperdiçou mais uma ocasião soberana, após um remate à meia-volta, que foi ao encontro do guarda-redes brasileiro do Milan.

A quinze minutos dos 90, Camacho lançou Di María e Cardozo, para os lugares de Luís Filipe e Nuno Gomes, mas o resultado não sofreu mais alterações até final, se bem que tivesses surgido oportunidades para ambos os lados, especialmente num falhanço clamorodo de Káká.
A qualificação para os oitavos-de-final já não é possível, mas o Benfica ainda pode chegar à Taça UEFA. No entanto, para tal acontecer precisa de vencer fora o Shakhtar na última jornada, ucranianos que ainda têm possibilidades de chegar à fase final.

Resultados do Grupo D da Liga dos Campeões 2007/2008

Benfica - AC Milan, 1-1 (Maxi Pereira 20'; Pirlo 15')
Celtic - Shakhtar Donetsk, 2-1 (Jarosik 44' e Donati 93'; Brandão 3')

Classificação do Grupo D

Classificação do Grupo D da Liga dos Campeões à 5ª jornada

Vídeo

Benfica 1-1 AC Milan
Maxi Pereira 20'
Pirlo 15'


Vem fazer parte da equipa do Desportugal (saber mais neste link)


Fotos: AP + Gazetta dello Sport

Página Inicial

14 comentários:

  1. Um jogo em que o Milan se quisesse ganharia com facilidade... Não fizeram mais porque também não lhes interessava.

    O Benfica tinha a obrigação de ganhar, isso não aconteceu, está fora da Liga dos Campeões e a Uefa está longe de estar assegurada. E o pior é que já nem há Taça da Liga para passar o tempo...

    ResponderEliminar
  2. Enfim, já voltámos aos "domínios avassaladores" e aos empates que nos penalizam a finalização deficiente. O que dita a sorte do grupo acaba por ser a equipa mais afortunada/finalizadora nos momentos em que precisava de vitórias. Tirando o jogo em casa com o Celtic, o Benfica não venceu nenhum jogo traduzindo o seu domínio sobre o adversário. O Celtic vence o Milan com um golo nos últimos minutos, ganha em casa ao Shakhtar e ao Benfica com golos às três tabelas, enquanto que nós passámos o jogo da Escócia, o jogo em casa contra o Milan e parte do jogo com o Shakhtar a encostar o adversário às cordas e só conseguimos um ponto destes três jogos.

    A exibição foi promissora para o jogo de sábado, especialmente depois do golo do Pirlo. Criámos várias ocasiões claras de perigo, o que nem acontecia no início da época. Excelente jogo do Maxi Pereira, vai precisar de mais exibições destas para convencer que pode ser titular, mas confirma que é opção. Petit e Katsouranis foram essenciais para o domínio do Benfica, ambos impecáveis. Mas para mim o melhor em campo tem de ser o David, não falhou uma a noite toda e ainda teve de limpar a (censurado) que o Luisão ia fazendo. O Rodríguez hoje esteve mal, a entrega nunca falta, mas esteve completamente desinspirado.

    ResponderEliminar
  3. Dizer que o Benfica dominou quando estava a jogar contra um Milan, não interessa muito nem nos serve de vitória moral sequer! Faz parte da estratégia habitual do Milan, dar o domínio total dos jogos aos adversários quando o resultado lhes interessa. E o 1-1 interessava-lhes!

    Pena é que pelo 2º ano consecutivo, o Celtic, em jogo alheio, ganhe no último minuto e nos pônha fora da fase seguinte na penúltima jornada.

    ResponderEliminar
  4. Parabens Benfica, jogamos a bola, em certos momentos demos um banho de bola ao Milan, até parcia que era o SLB o campeão europeu.


    ORGULHO EM SER BENFIQUISTA

    ResponderEliminar
  5. Acima de tudo tenho orgulho nesta equipa. Pode não haver muita classe, mas raça não falta.

    Entrámos muito nervosos nos primeiros minutos permitindo ao Milan ter feito o que quis, inclusive chegando ao golo pelo Pirlo. Depois um golaço do Maxi, que fez uma grande exibição! A partir daí dominámos completamente o campeão europeu mas mais uma vez não tivemos sorte e não conseguimos chegar à vitória. Pena porque mereciamos, sem dúvida.

    Nota para o Luís Filipe que, surpreendentemente, até esteve muito bem hoje até ter saído.
    Maxi, como já disse, esteve muito bem também, sendo o melhor em campo na minha opinião.
    David Luiz a mostrar que está um senhor central, o melhor do plantel já.
    Rodriguez não esteve muito bem hoje, ao contrário do que é habitual e Rui Costa mais uma vez a agarrar-se muito à bola. Mesmo assim é imprescindível naquele meio-campo.
    O Di Maria não pode jogar à direita. O Camacho está a queimá-lo naquela posição. Devia ter entrado para a esquerda passando o Rodriguez para o meio, ou então substituindo mesmo este último.
    Petit fantástico! É um prazer ver a raça dele de volta. Adorei o abraço dele ao Gattuso. Dois senhores do futebol!

    Agora é tentar ganhar na Ucrânia e chegar à UEFA. Eu acredito!

    ResponderEliminar
  6. Bom jogo do Benfica. Entramos mal no jogo, mas a partir dos 15 minutos o jogo foi nosso. Gostei da equipa no geral, talvez apenas o Rodriguez tenha estado um pouco menos inspirado que o costume. Mas mesmo quando as coisas não lhe saem bem, luta, corre, defende, e nunca se esconde do jogo.

    Grandes exibições do David Luiz, da ala direita (Luis Filipe e Maxi, parecia que estavam mamados...), e do Petit. Não percebo a insistência no Di Maria na direita, para o colocar aí mais vale estar quieto. Preferia que tivesse optado pelos 2 avançados do que ter entrado o argentino.

    julgo que o Benfica precisa de comprar em Janeiro um avançado diferente dos que tem, um jogador mais rápido, que se desmarque nas costas das defesas.

    Agora, é jogar assim com o Porto, nem será preciso tanto para ganharmos. E na Ucrânia, temos de lutar pela vitória. A continuar assim, boas perspectivas.

    ResponderEliminar
  7. Isto sim, é o Benfica. Cardozo, vai-te embora por favor. Foi um barrete do crl esta contratação. Foi ver a equipa antes de ele entrar e dps de ele entrar, enfim. O Nuno, apesar de tudo, acho que fez um bom jogo. Muito aguerrido, bem mais q nos jogos da selecção. De resto, D. Luiz, que sr. Central! Tem um enorme futuro pela frente.. O Petit tb esteve espectacular para quem regressa de lesão. O Maxi hoje transcendeu-se e, claro, o Rui Costa que não sabe o que é jogar mal. Faltou apenas um bocado do Rodríguez ao jogo, estava claramente desinspirado hoje.
    Outro que tb me anda a chatear é o Di Maria, só estraga e é muito individualista.

    ResponderEliminar
  8. Se o Benfica tivesse feito toda a caminhada da Champions com estas duas pedras Fundamentais, Petit e David Luiz o Benfica teria com certeza passado, não perdiamos em Milao, hoje o D.Luiz foi intransponivel, nem mesmo pelo kaka e o meio-campo do Milan nao funcionou com Petit a trava-los, teriamos ganho ao Shaktar com certeza, com David Luiz eles nao molhavam a sopa na defesa e todas aquelas triangulaçoes no meio-campo nao existiriam, o jogo que mais certezas tenho e o jogo de glasgow, da maneira como o Benfica jogou, se em vez de Binya estivesse petit e em vez de katso na defesa estivesse o davidao... bem, nao vale a pena, o que la vai la vai, mas fica a clara sensação de que este Benfica, o Benfica de hoje, dia 28 de Novembro de 2007 podia ter sido uma agradável surpresa na Liga dos Campeões, resta agora suplicar aos sr's dirigentes para não venderem meio plantel em Julho/Agosto, esta equipa acordou tarde, na Liga dos Campeões tarde demais, mas no campeonato ainda vai a tempo, e a jogar assim tenho toda a fé do mundo

    ResponderEliminar
  9. césar fernandes29 novembro, 2007 09:26

    aquela derrota com o shaktar em casa, a derrota infeliz em glasgow.....lixaram o benfica!, tal como a ineficacia hoje......e o permanente, "entrar a medo" frente ao milan.
    agora ha que dar tudo na ucrania, se bem que vai ser termendamente dificil.....espero que o benfica a partir de agora, se comece a solidificar enquanto equipa, e o demonstre já neste sabado.

    ResponderEliminar
  10. Foi um jogo atípico o Luís Filipe jogou em grande o Kaka não jogou nada .
    Uma defesa Italiana a tremer, o Benfica a não marcar no Ultimo Minuto.

    ResponderEliminar
  11. Adorei o jogo. Não sou do SLB, mas foi um digno espetáculo.

    Parabéns e boa sorte a todas as equipas portuguesas.

    ResponderEliminar
  12. Agora temos que ir vencer à ucrânia e assegurar a presença na Taça UEFA, para conseguir o que nos escapou por pouco na época passada!! Vamos lá rapazes! Este grupo fantástico com mais uma ou duas contratações valiosíssimas em Janeiro e temos equipa para vencer a Taça UEFA! Pode ser uma época brilhante para o Benfica! Mas para isso temos que vencer primeiro na ucrânia! FORÇA RAPAZES! EU ACREDITO! Temos equipa para os ucrânianos! Vamos lá a um esforço final! Temos o jogo com o porto que é para vencer e depois os ucrânianos! Bem sei que há pouco tempo de descanso, mas temos que ir até à última gota de suor! Depois vêm os jogos contra os pequenos de Portugal e as férias de Nata para retemperar forças! FORÇA BENFICA!!!!!!!

    ResponderEliminar
  13. benfiquistas nem tudo é mau,podem sempre aproveitar o descanso das jornadas europeias para se apresentarem em melhor forma fisica que os rstantes adversarios.

    ResponderEliminar
  14. não pensem que vai ser fácil para o Benfica, porque o Shakhtar vai fazer tudo para vencer e assim poder continuar na CL (visto que o AC Milan não pode perder para ficar em primeiro no grupo

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas