segunda-feira, 16 de julho de 2007

Brasil goleia Argentina por 3-0 e conquista Copa América 2007

Brasil campeão da Copa América 2007

Se alguém se lembra do meu primeiro "post" sobre a Copa América, deverá ter-se recordado das duras critícas que fiz ao tipo de jogo que o Brasil vinha apresentando . A verdade é que esta equipa de "reservas" do Escrete se superou e jogo-após jogo foi-se encontrando, nunca com muito brilho, mas suficentemente eficiente para chegar à final e golear a sua grande rival Argentina por 3-0 e conquistar a sua oitava Copa América em 42 anos .

A Argentina, que assumia algum favoritismo - tinha vencido os cinco jogos que a conduziram à final - foi uma decepção. A todos os níveis. O autogolo de Ayala acabou por ter peso no fraquíssimo rendimento argentino no segundo tempo. Messi foi uma sombra, Riquelme foi muito bem vigiado, Tevez não esteve em campo.

Júlio Baptista, logo aos 4 minutos, num excelente remate abriu caminho para o triunfo canarinho e complicou a tarefa argentina, que exibia um percurso imaculado ao longo da prova mas acabou por desiludir por completo no jogo decisivo, disputado em Maracaibo.

A esperada reacção da selecção orientada por Alfio Basile ficou-se por um remate de Riquelme ao poste, além de obrigar Doni a um par de boas defesas, com o segundo golo brasileiro - apontado por Roberto Ayala, na própria baliza, após centro de Daniel Alves , a 5 minutos do intervalo, a deitar por terra todas as aspirações de conseguir a reviravolta.

Wagner Love festeja golo à Argentina

Na segunda parte, a Argentina continuou a demonstrar enorme ineficácia ofensiva, não conseguindo ultrapassar o último reduto brasileiro, com os canarinhos a conseguirem alguns contra-ataques venenosos, que permitiriam a Daniel Alves (69') fechar a contagem, após um excelente passe de Vágner Love.

O portista Lucho González foi lançado por Basile aos 67 minutos, para o lugar de Verón, mas a verdade é que o médio dos dragões nada conseguiu trazer de novo.

Assim, a festa final foi do Brasil e também de Dunga , com o também portista Hélton - embora sempre a suplente,a ser um dos novos campeões. Anderson e Diego, que também passaram pelo FC Porto, foram outros jogadores a festejar mais um título, onde Robinho foi destaque ao ser o melhor marcador da competição com 6 golos .

Vídeo

Brasil 3-0 Argentina (final da Copa América)

Julio Baptista 4´ (1-0)


Roberto Ayala 40´ (0-2)


Daniel Alves 69´ (0-3)



Vem fazer parte da equipa do Desportugal (saber mais neste link)


Fotos: AP

Página Inicial

5 comentários:

  1. A suposta segunda equipa do Brasil, espeta três numa Argentina de primeira, ou seja, com os titulares habituais.

    É caso para dizer: no Brasil, a tradição ainda é o que era. Qualidade há muita e para três ou quatro Selecções de nível mundial.

    ResponderEliminar
  2. Brasil dominou desde o 1º segundo até ao minuto 93'... Argentina em quem eu depositava uma grande confiança para este jogo, foi mesmo muito fraca... Aquela defesa, Minha nossa Senhora... Brasil tem uma equipa sem as principais estrelas que faz inveja a qualquer selecção do mundo...

    O que mais gostei neste jogo foi o golo do Daniel Alves, depois daquele passe incrivel do Vagner Love... Arbitragem: Muito fraquinha... Afinal não é só em Portugal, não deixou seguir uma e era faltas por tudo e por nada... Sem falar nos bandeirinhas, que deram 1 ou 2 erros gravissimos para cada equipa..

    Esta foi a minha visão do jogo, Parabéns ao Brasil, foi um justo vencedor!!!

    ResponderEliminar
  3. BERNARDO SILVA16 julho, 2007 06:16

    O Brasil foi muito humilde para o jogo e conseguiu fazer o seu jogo pragmático, baseado num 4-3-1-2 em que o Júlio Baptista foi o número 10 e que fez um senhor jogo, desde a defender até um golo espectacular.

    Fiquei desapontado com a resposta, ou falta dela, por parte da Argentina. Penso que faltou-lhes um ponta-de-lança. Muita gente a atrapalhar-se no ataque, no meio campo ofensivo, com Riquelme, Veron, Messi e mesmo Tevez... desta vez a almofada não ajudou ao treinador argentinO

    ResponderEliminar
  4. Mais um triunfo do futebol do contra ataque. Do futebol do tempo perdido para enervar o adversário. Do futebol da superior condição física. A Argentina foi sem dúvida a melhor equipa da prova, até à final. Mostrou arte, golos e belas jogadas. Quanto a este Brasil de combate, este Brasil B que tão mal entrou em prova, perdendo categoricamente com o México e tendo a sorte do seu lado frente ao Uruguai, este mesmo Brasil acaba por aniquilar a Argentina de Messi e de Riquelme, talvez a melhor selecção do mundo neste momento, ou pelo menos a que pratica o melhor futebol.

    Mas é preciso notar que o Brasil B também tem talento, como Júlio Baptista e Daniel Alves, neste jogo, e Robinho, no restantes, acabaram por demonstrar. Se não fossem eles este Brasil B não seria muito diferente da Grécia de 2004: força e táctica.

    ResponderEliminar
  5. Não muda muita coisa, mas... Tevez não foi expulso no jogo de ontem. Ninguém foi :P

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas