terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ferroviário abre “oficina” sem reforços de peso


As férias para os jogadores do Ferroviário de Maputo foram mais curtas comparativamente aos das restantes equipas, visto que iniciaram ontem a sua preparação para as provas que se avizinham: Campeonato Nacional e Taça de Moçambique, as mais importantes a nível interno, e a Liga dos Campeões Africanos de Futebol, o grande desafio dos “locomotivas” no campo internacional. Aliás, é devido à participação nas Afrotaças que os campeões nacionais foram os primeiros a abrirem a “oficina”, se se atender que têm o primeiro embate agendado para 13/14 de Fevereiro.

A primeira sessão de treinos dos “locomotivas” decorreu num ambiente alegre e num ritmo de descompressão. Face à ausência de Chiquinho Conde, a passar férias em Portugal, o técnico-adjunto Caló orientou a equipa e dividiu-a em dois grupos, que numa peladinha de meia hora foi tirando as ilações da actual condição física dos jogadores. O empenho de todos foi notável, afinal é nesta fase (pré-época) que cada jogador luta por um lugar no plantel. Quem ficou, seguramente, agradado com esta concorrência é a equipa técnica que provavelmente terá dificuldades em compor os 25 atletas, número que se pretende venha a formar o plantel de 2010.

Sangue novo

O campeão nacional abriu a “oficina” e como não podia deixar de ser houve algumas caras novas. Mas não há nenhuma que salta à vista pelo menos em termos de nomes. Ao todo são sete os jogadores que fazem parte do grupo do Ferroviário da pré-época.

Mas os jovens Valdo e Arlindo, idos do Mahafil e Académica, respectivamente, são os que pela primeira vez vestem a camisola do Ferroviário de Maputo, já que os outros cinco regressam após terem estado por empréstimo aos ferroviários de Nampula e Inhambane.

Os juniores também tiveram espaço para se mostrarem num treino que Caló chamou de avaliação de esforço.

Luís não treinou

O avançado Luís, uma das unidades nucleares do ataque, melhor marcador do Moçambola 2008, não participou na primeira sessão de treinos devido a uma lesão no dedo do pé. Mas amanhã o “artilheiro” poderá estar em condições de calçar as chuteiras e fazer-se ao relvado do campo do Ferroviário da Baixa.

À semelhança de Luís, mas por outros motivos, estiveram ausentes os internacionais Danito Parruque, Momed Hagy e Whisky, todos ao serviço dos “Mambas”, que se prepararam na África do Sul tendo em vista o CAN. Ao contrário de Luís, é bem provável que o corpo técnico, que ficará completo na próxima semana com a chegada de Chiquinho Conde, não conte por um bom período com alguns jogadores preponderantes que estarão no CAN, que só termina em finais deste mês.

No quadro da sua preparação, o Ferroviário, que terá como adversário o Mitsamiouli, das Comores, tem agendado um estágio na África do Sul a partir do dia 13 de Janeiro, portanto na próxima quarta-feira.

Segundo Caló, é desejo da equipa técnica que o plantel já esteja formado para a partir daí começar-se a trabalhar com aqueles que realmente formarão o plantel “locomotiva”.

“Chiquinho Conde deve chegar na segunda-feira. Aguardamos por ele para melhor decidirmos esses aspectos ligados à formação do plantel. Mas é certo que andemos nos 25 jogadores e é com este grupo, que queremos trabalhar, depois desta semana que estaremos a avaliar os novatos”.

Em relação aos reforços de “peso”, este afirmou que o departamento de futebol está a trabalhar nesse sentido.

Texto: Michael Cesar (correspondente e colaborador do Desportugal em Moçambique)

Página Inicial


2 comentários:

  1. hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde pessoal,o meu blogue chama-se lobos do Mar (VARZIM SPORT CLUB) e queria colocar todos os blogues de futebol no meu blog, se aceitarem colocar o nosso link no vosso blog faremos o mesmo no "Lobos do Mar"
    www.adeptosdovarzim.blogspot.com

    Aguardamos Resposta

    Saudações

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas