terça-feira, 5 de maio de 2009

Barcelona esmagou Real por 2-6 em Madrid e já comemora título

Festa do Barcelona em Madrid

Que justificação para uma Real cabazada (2-6) imposta pelo Barcelona em Madrid? A resposta é somente; talento, inteligência, diversão, magia e uma equipaça daquelas que sinceramente, nestes tempos actuais, não acreditasse que voltaria a ver. Posso recuar no tempo e relembrar a selecção da Holanda de 1988, o Barcelona de Johan Cruijff, entre outras que demostraram que o futebol espectáculo também vence títulos.

Foi a maior goleada da história do Barça no Santiago Bernabéu, superando em golos um 0-5 obtido na temporada 1973/74. Pelo lado merengue, não foi a primeira vez que a equipa enche o saco com seis golos em casa: nas longínquas temporadas 1946/47 e 1950/51, Athletic Bilbao e Atlético de Madrid bateram o Real por 3-6 nas duas ocasiões.

Desde que Pep Guardiola passou a comandar a equipa, que esta não para de bater recordes e alguns estarão ainda por vir. A exemplo, o Barcelona tem já nesta 34ª jornada 100 golos marcados. O máximo de sempre do clube da Catalunha está em 102 (1996/1997), estando assim na eminência de bater os 107 tentos do Real Madrid, em 1989/90: em Espanha, só nestas duas épocas uma equipa chegou à centena.

Nos principais campeonatos, é preciso, recuar a 1971/72 para encontrar outra equipa com mais de 100 golos: o Bayern Munique apontou 101. Em Inglaterra, o último do "clube dos cem" é do Tottenham (111 em 1962/63), em França do Racing de Paris (118) e Reims (109), os dois em 1959/60, e em Itália pertence a AC Milan (107), Inter de Milão (107) e Juventus (103), todos já na "longínqua" temporada de 50/51. O melhor registo na última década eram os 97 tentos apontados pelo Manchester United na edição 1999/2000 da Liga inglesa, sendo que, desde então, nenhum clube dos cinco principais campeonatos tinha chegado sequer aos 90 - 87 do United em 2001/2002 e do Arsenal em 2004/2005. A proeza do FC Barcelona, ainda mais tendo em conta que ainda faltam quatro jornadas para o final da Liga espanhola, é, assim, impressionante, numa época de transição: a primeira de Guardiola, sucessor de Rijkaard.

Mais um golo do Barcelona

Opiniões e estatísticas à parte, o Santiago Bernabéu esgotou para ver o Real Madrid vencer o super-clássico e ficar a um ponto do seu rival. Com um futebol envolvente e ofensivo, o técnico Pep Guardiola colocou a sua equipa no ataque e pressionar o Real. A táctica deu certo, ainda mais em dia de inspiração de diversos jogadores como Messi, Henry, Iniesta e Xavi.

Aliás, apesar dos golos e de todo talento do argentino Messi, o maior destaque do Barça na partida foi o seu meio-campo. A formação com Xavi, Touré Yaya e Iniesta desnorteou o Real, que com Lass Diarra e Gago pelo meio e Robben e Marcelo aberto pelas laterais do campo, não conseguiu criar jogadas de perigo nem defender o adversário. E é preciso elogiar, também, a tranquilidade da defesa liderada por Piqué.

A goleada foi natural, apesar dos dois sustos. Os merengues chegaram a marcar primeiro, mas logo olharam o marcador do estádio e viram o 1-3 na final da primeira parte. Foram três os golos catalães até ao 45´, mas podiam ter sido cinco ou seis. Sempre que os blaugrana passavam a linha de meio-campo isso significava que Casillas estava prestes a ficar em apuros. O técnico Juande Ramos fez o que pôde e conseguiu devolver as esperanças aos adeptos no início da segunda parte. Não demorou muito e o Barça colocou ordem na casa e no campeonato.

Eto'o não marcou desta vez, mas o trio avançado bateu um recorde no futebol espanhol: 69 golos apontados numa época por um trio ofensivo, destronando os 66 de Di Stéfano, Puskas e Del Sol

Mamas ao leu no Santiago Bernabeu

Na fonte de Canaletas, em Barcelona, os adeptos culés festejaram em em grande, mas em pleno Estádio Santiago Bernabéu, algumas mulheres alegraram as bancadas, fazendo um strip tease (fotos) para os desolados adeptos do Real.

No dia seguinte, as capas dos jornais espanhóis rendeu-se às evidências, como mostra esta foto.

Galeria de Fotos do Jornal Marca, aqui

Resultados da 34ª jornada da Liga Espanhola - La Liga 2008/2009

Real Madrid - Barcelona, 2-6 (Higuain 14', Sergio Ramos 56'; Henry 17', 58', Puyol 20', Messi 35', 75', Piqué 83')
Villarreal - Sevilha, 0-2 (Fabiano 57', Kanouté 85')
Betis - Atlético Madrid, 0-2 (Forlan 14', 89')
Espanyol - Valencia, 3-0 (Martinez 66', Pareja 84', Nenê 94' g.p.)
Maiorca - Getafe, 2-1 (Jurado 9', Aduriz 68'; Navarro 46' p.b.)
Sp. Gijón - Athletic Bilbao, 1-1 (Bilic 60'; Iraola 90')
Deportivo - Valladolid, 1-0 (Lassad 7')
Osasuna - Recreativo Huelva, 1-2 (Pandiani 26'; Martin 80', Morris 94')
Racing Santander - Almeria, 0-2 (Juan Ortiz 2', 12')
Numancia - Málaga, 2-0 (Moreno 1', Del Pino 61')

Classificação da Liga Espanhola - La Liga 2008/2009

Tabela Classificativa em Espanha

Vídeo

Real Madrid 2-6 Barcelona
Higuain 14'
Henry 17', 58'
Puyol 20'
Messi 35', 75'
Sergio Ramos 56'
Piqué 83'



Todos os golos da 34ª jornada da Liga Espanhola 2008/2009


Add to Technorati Favorites

Fotos: Às

Página Inicial

3 comentários:

  1. HOJE (06-05-09)

    2ª MÃO DAS MEIAS FINAIS DA LIGA DOS CAMPEÕES

    CHELSEA vs BARCELONA – 19.45 H (Pt/Uk)

    PODERÁ VER O JOGO EM FTA NO SATELITE ASTRA NO CANAL SAT 1

    ENTRE E VEJA AONDE PODERÁ VER ESTE JOGO EM DIRECTO NA SUA TV.

    WWW.FUTEBOLNATV.BLOGSPOT.COM

    CUMPRIMENTOS

    ResponderEliminar
  2. César Fernandes06 maio, 2009 18:10

    É de facto uma equipa fantástica esse Barcelona. Espero que consiga hoje a presença na final,seria lindo ver um FCB-MU.

    Essas das mamas, poderia ser uma boa moda em Portugal para ver se enchia os estadios.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  3. Muito bom o blog. Os vídeos dos gols, a análise histórica das equipes com mais de cem gols... Voltarei mais vezes. Gostaria muito de comentar sobre o jogo Chelsea e Barcelona. Aguardo seu post sobre o assunto para opinar. Abraços.

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas