sexta-feira, 27 de junho de 2008

Taça Libertadores: LDU abre vantagem sobre Fluminense na final.

LDU venceu Flu

Num belo e lotado estádio Casa Branca, em Quito, os equatorianos da LDU asseguraram a vantagem na final da Taça Libertadores da América, ao vencerem por 4-2 a “primeira mão” contra o Fluminense. Assim, a Liga Deportiva Universitaria pode perder por um gol de diferença no Maracanã que ainda assim garante o título inédito.

O “Flu” não esteve em campo no primeiro tempo, podemos dizer. Logo a um minuto, Bieler escorou cruzamento da direita e fez 1-0. Dez minutos depois, o Fluminense conseguiu, numa de suas raras chegadas ao ataque na etapa inicial, o empate: Conca cobrou falta muito bem e superou o goleiro veterano Cevallos.

Festa dos equatorianos

Mas a LDU se manteve no ataque e, com muita competência, chegou ao segundo gol com Guerrón, aos 28’, aproveitando rebote do arqueiro Fernando Henrique. Aos 33’, Campos fez 3-1 de cabeça, em escanteio. E, aos 45’, Urrutía marcou o quarto gol novamente após escanteio.

O segundo tempo teve uma LDU menos ofensiva, e um Fluminense mais ousado. Foi suficiente para, aos 51 minutos, Thiago Neves cabecear firme para descontar para a equipe brasileira. Porém, o time de Renato Portaluppi parou por aí. A LDU voltou à pressão, e Fernando Henrique apareceu muito bem para impedir mais gols equatorianos.

Após o jogo, a sensação da LDU era de que o placar poderia realmente ser ainda maior. “Queríamos fazer gols, e fizemos, mas o segundo tempo nos custou um pouco”, explicou Urrutía. Guerrón ainda comentou: “Agora teremos de lutar no Rio para conquistarmos o título”.

No lado carioca, o atacante Dodô mostrou-se esperançoso em reverter a situação: “Fizemos três gols no São Paulo e no Boca Juniors, e, por isso, acho que temos totais condições de reverter esse placar. Fomos mal no primeiro tempo e eles tiraram proveito. Quarta-feira que vem será diferente”. O goleiro Fernando Henrique resumiu o primeiro tempo do time: “A gente não se encontrou em campo”.

A LDU atuou com Cevallos; Calle, Araujo e Campo; Guerrón, Vera, Urrutía, Manso (William Araujo), Ambrosí e Bolaños; Bieler (Delgado). Já o Flu mandou a campo Fernando Henrique; Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior César; Ygor, Arouca (Maurício), Cícero, Conca e Thiago Neves (Roger); Washington (Dodô).

Thiago Neves fazia o 4-2

Semana que vem, no Maracanã, o Fluminense precisará de três gols no tempo normal para sagrar-se campeão. O vencedor da Libertadores garante vaga no Campeonato Mundial de Clubes em dezembro, que já tem garantido, entre outros, o Manchester United.


Vídeo

LDU 4-2 Fluminense


Página Inicial

2 comentários:

  1. Venho aqui deixar neu elogio a este belissimo blog, como sempre com posts muito interessantes, meus parabens, espero que continue sempre assim - são blogs assim que a internet esta precisando

    Marketing na internet, como ganhar dinheiro online - Ganhar Dinheiro

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas