quinta-feira, 14 de junho de 2007

Portugal perde frente à Holanda por 2-1 e precisa de milagre para chegar às meias-finais

Portugal perde frente à Holanda no Euro 2007 sub-21

A Selecção Nacional foi derrotada pela Holanda no segundo jogo do Campeonato da Europa de sub-21. O 2-1 final deixa Portugal em muito maus lençóis: agora, precisa de vencer Israel no último jogo e esperar que a Holanda faça o mesmo frente à Bélgica.

José Couceiro introduziu três novidades no “onze”. Antunes entrou para o lugar do lesionado José Gonçalves, enquanto Amoreirinha e Rúben Amorim substituíram Filipe Oliveira e Djaló, que tinham desiludido na estreia.

Os holandeses fizeram pela vida desde os minutos iniciais, impulsionados pelas pernas ultra-rápidas de Drenthe, um clone de Edgar Davids (com a mesma garra do famoso “Pitbull”, mas em versão ofensiva). Aos 4’, arrancou um cartão amarelo a Amoreirinha. No minuto seguinte cruzou para Rigters falhar um golo feito à boca da baliza. Estava dado o mote para uma primeira parte em que Portugal fez o papel do marinheiro no meio do naufrágio: tentar sobreviver.

O meio-campo holandês impunha um ritmo sufocante, com Bakkal no comando das operações, e os poderosos Babel e Rigters a amassarem a defesa lusa, salva várias vezes pelo poder de corte de Manuel da Costa, novamente o melhor português. À passagem da meia hora, Bakkal isolou Rigters, que caiu depois de contacto com Paulo Ribeiro. Encarregado da grande penalidade, Babel não falhou. Perto do intervalo, Moutinho também foi carregado na área, mas o árbitro alemão (péssima exibição) fez vista grossa.

Na segunda parte o jogo mudou como do dia para a noite. Os holandeses baixaram o ritmo e os portugueses acordaram da letargia, beneficiando ainda das entradas de João Pereira e Varela.
A expulsão de José Couceiro coincidiu com o melhor período nacional, mas foram os holandeses a marcar de novo, outra vez em contra-ataque, por Babel, depois de mais um passe da inesgotável reencarnação de Davids.

Miguel Veloso ainda reduziu, aos 77’, num livre directo de execução perfeita, mas não deu para mais. Os 62 por cento de posse de bola tornaram-se um dado estatístico irrelevante. Agora Portugal tem de vencer Israel e esperar que a Holanda faça o mesmo à Bélgica.Haja coração e máquina de calcular!

Holanda 2-1 Portugal
Ryan Babel 33´
Maceo Rigters 75´
Miguel Veloso 77´

Foto: AP

Página Inicial

5 comentários:

  1. Acho que Portugal tem muitos jogadores de grande qualidade. Holanda tem treinador, Portugal não.

    ResponderEliminar
  2. O Couceiro, é ridículo. Coloca um GR que só jogou na selecção durante uma época. Teima em jogar sem defesa-direito. Coloca o Amorim que nada fez e insiste em jogadores ridículos como o Varela. Só lá está porque meteu o Pedro Alves no lugar do Marco Aurélio

    Quanto ao Nani, o Sporting fez um negócio da China. O gajo não vale 15 milhões, quanto mais 25...

    ResponderEliminar
  3. O Drenthe da Holanda tem o cabelo do Davids, a cara do Seedorf, os pés do Cruyff e a velocidade do Obikwelu. Grande jogador!

    ResponderEliminar
  4. carlos ferreira14 junho, 2007 05:48

    Rua com este pseudo treinador que muitos diziam que era o Mourinho...

    Mas vamos lá ver o que esta (censurado) fez:

    - Desceu o Alverca
    -Desceu o Belenenses quando tinha melhor equipa que muitos que ficaram
    - Não foi campeão nacional com o Campeão Europeu e ficou famoso pela famosa goleada sofrida contra o Nacional em pleno Dragão...

    Mas ele vai para os sub-21 por causa disto... Ai não já me esquecia são as inflências dentro da selecção...

    Consegue fazer com que não jogassemos nada... Não me admirava que acabassemos em 4º no grupo...

    E estes comentadores da TVI também são uma tontos a falarem numa preseguição e nos queixinhas... isto sim é facciosismo... E começamos a jogar melhor a partir da expulsão do Couceiro... Que coincidência

    Para acabar... lol.25milhões pelo Tinoni !

    ResponderEliminar
  5. Portugal só começou a jogar depois de reequilibrada a equipa, que é o mesmo que dizer, colocar o flanco direito da selecção com verdadeiros laterais e extremos. Apenas na última meia hora de jogo é que se viu uma pequena amostra do potencial desta equipa Portguesa que mais uma vez vê o seu esforço e talento serem desperdiçados por treinadores wannabe!!

    Andamos perdidos durante uma hora, e só termos levado 1 ao intervalo foi muito bom! O segundo golo da holanda foi algo fortuito, mas deve-se ao facto da equipa ainda estar em fase de reorganização após as substituições que acabam sempre por baralhar as marcações e confundiu a defesa.

    Custa ver tanto talento desperdiçado e agarrado á calculadora... mereciam mais competêcia á sua volta.

    Destaco o Manuel da Costa que vai ter um grande futuro e o Miguel Veloso que já é uma certeza pelo talento e maturidade que demonstra em campo.

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas