terça-feira, 8 de agosto de 2006

Benfica inicia corrida aos milhões da Champions League !

O Benfica começa esta noite , a tentativa de entrar na Liga dos Campeões e dos "milhões" , depois da excelente prestação na época passada , apenas ter caído nos quartos-de-final , frente ao actual campeão europeu Barcelona .











O adversário serão os austríacos do Austria de Viena e o jogo irá realizar-se no mitíco estádio Ernst Happel , vulgarmente conhecido como o Prater , local onde o Portugal tem uma boa parte do historial de clubes .

O Benfica não tem lá grandes recordações do Prater , porque foi lá que perdeu em 1990 , a Taça dos Campeões Europeus frente ao AC Milan por 1-0 .Mas ao contrário dos rivais de Lisboa , o FC Porto tem como a sua primeira página de ouro , a vitória frente ao Bayern de Munique , por 2-1 e levantou no mesmo estádio , isto em 1987 .

Agora os tempos são outros e Fernado Santos , terá que garantir resultados e grande parte da época desportiva e financeira jogar-se-à esta noite , embora seja a primeira eliminatória .








Depois de uma pré-época incaracteristica , com o Benfica a tentar assimilar um novo sistestema táctico , 4-4-2 em losango , os resultados não poderiam ser piores . As àguias somaram derrotas consecutivas e o sino começou a bater forte , quando no jogo com o Sporting a equipa perdeu por 3-0 . Seguiu-se novas derrotas com Deportivo (1-0) e a última hà uma semana em Atenas , frente ao AEK por 3-1 , deixando Santos a reflectir sobre o esquema e chegar a uma conclusão abdicar do 4-4-2 e regressar ao 4-3-3 .

Talvez a culpa da falha do novo sistema não seja totalmente imputada ao técnico , porque se repararem , F.Santos , viu-se privado durante bastante tempo dos jogadores que estiveram no Mundial da Alemanha , tendo estes, apenas jogado .
Mas também faz muita confusão , jogadores de nível europeu , não conseguirem adaptar-se a uma nova filosofia de jogo , tendo aos olhos de todos , feito jogos fracos , com um futebol confuso e sem ligação .

Fernando Santos terá portanto , hoje no minímo de garantir um resultado , que lhe permita encarar a segunda mão , com tranquilidade e garantir uma maior consistência defensiva , já que a equipa tem sofrido muitos golos e tentar marcar se possível .
As novidades serão a inclusão de Paulo Jorge e Manu nas alas e o regresso de Ricardo Rocha à lateral esquerda , por lesão de Léo .

O Austria de Viena também não é uma equipa de topo do futebol europeu , mas terá por certo as suas armas e vontade de fazer história . Na Liga da Austria as coisas não têm corrido muito bem , ao adversário do Benfica , porque , apenas soma empates e uma derrota e a juntar a isto, a equipa tem marcado muito poucos golos , factor que tem preocupado o seu treinador .

O historial das pré eliminatórias do Benfica na Champions League não é muito famoso , porque em três , apenas passou uma , frente ao Beitar de Jerusálem , tendo ficado pelo caminho com Lázio e Anderlecht .

Benfica - Áustria de Viena - ( 19:45 h - RTP 1 )


12 comentários:

  1. guilherme santos08 agosto, 2006 05:46

    Os automatismos que só se criam com rotina de jogo. Eu confio no Fernando Santos, acredito nesta equipa, apesar de achar que precisa de uns retoques, mas como é a equipa que temos, vou apoiar INCONDICIONALMENTE, e sem qualquer tipo de ironia acho que vamos ganhar á vontade.

    ResponderEliminar
  2. Vamos ganhar isso e o que nos todos estamos a espera mas para chegar a vitoria final so sera possivel se os jogadores se mentalizarem que o benfica é um coletivo e não uma plateia de ferias .

    Os austriacos nao vao falicitar isso e certo portanto a que vestir o fato macaco et ao trabalho caso contrário vamos ter desilusões .

    ResponderEliminar
  3. Talvez faça falta um tempo para o "motor entrar em funcionamento".

    Nao sei, mas tb e muito dificil encontrar os jogadores certos. podem ser grandes promessas quando se veêm, mas a jogar para o benfica podem nao adaptar-se... outros, dos quais nao se espera muito podem tornar-se em grandes revelacoes... este negocio tb tem muito a haver com sorte. no ano passado falhamos os tomasson e finalmente, depois tere-mos visto a prestacao que deu ao stuttgart, ficamos contentes que nao veio...
    seja como for, temos de conseguir as nossas metas com o plantel que temos e provavelmente um ou dois mais reforcos.
    eu acho estes jogos contra o austria os mais importantes das semanas seguinte porque podem ser a chave para uma epoca mais ou menos boa, pelo menos a nivel financeiro...

    ResponderEliminar
  4. Quanto ao Austria, cuidado e caldinhos de galinha para estes meninos da Luz, se quiserem vir com um bom resultado...

    ResponderEliminar
  5. hugo conceição08 agosto, 2006 05:54

    O Auatria de Viena é um adversário acessível, se o Benfica jogar mais perto do seu melhor nível (humm...... qualquer melhoria é bem vinda).

    Embora esteja (muito) descontente com as exibições da equipa até ao momento, tenho que acreditar que vão surgir de cara lavada e ganhar.

    Força BENFICA!

    ResponderEliminar
  6. VOU ME FARTAR DE RIR VER OS CABEÇUDOS DE VERMELHO , LEVAREM BAILE DUMA EQUIPA DA 3 DIVISÃO DA EUROPA .TENHAM MEDO !

    ResponderEliminar
  7. 15 a jero....nã facho por menozzzz .

    (

    ResponderEliminar
  8. Recuar no tempo e olhar para os confrontos do Benfica com equipas austríacas é tirar uma conclusão que salta à vista: os encarnados nunca perderam no país da valsa, e têm um saldo bem positivo de 17 tentos festejados contra apenas quatro sofridos. Além disso, os ares de Viena até já deram sorte ao emblema da Luz, que, na remota época de 1960/61, ergueu a Taça dos Campeões Europeus depois de ter encontrado pelo caminho o Rapid de Viena. Na altura, os comandados de Bela Guttmann golearam a formação austríaca na Luz e não foram além de um empate no Estádio Wiener. E, logo na época seguinte, foi a vez de o Áustria de Viena se cruzar, pela primeira vez, com o destino benfiquista. Logo na segunda eliminatória da Taça dos Campeões Europeus, o Benfica cedeu um empate no Estádio Wiener, mas viria a golear os violetas na “Catedral”, por 5-1. Também o Estádio Tivoli, onde o Áustria de Viena jogou no último sábado, já serviu de palco para uma deslocação benfiquista: em Setembro de 1971, com Jimmy Hagan no comando técnico, o emblema da Luz bateu o Innsbruck por 4-0, e tornou a vencer os austríacos em Lisboa, desta feita por 3-1.

    Estes foram, até agora, os únicos confrontos oficiais com emblemas austríacos e, se a história também jogasse, os encarnados já estariam na fase de grupos da Liga dos Campeões.

    http://www.ojogo.pt/22-167/artigo570791.htm

    ResponderEliminar
  9. Pois o benfica até tem um bom score e vantagem com eles , mas nunca se sabem não é .

    ResponderEliminar
  10. A equipa vai jogar cheia de remendos na Áustria, devido em boa parte à planificação infeliz que foi feita em alguns sectores.Levamos 4 defesas, sem opções de banco, será que nem assim é visível a necessidade de contratar pelo menos + um elemento para DE??? Só espero que não haja nenhum descalabro e que os que vão possam corresponder,mas estou apreensivo...

    ResponderEliminar
  11. Lá vai o Benfica jogar sob brasas, com os jogadores fora de forma e com um esquema de jogo diferente do que foi testado durante a pré-época frente a uma equipa que já está a disputar o seu campeonato, "descomplexada" e que vai jogar o jogo pelo jogo

    ResponderEliminar
  12. francisco lopes08 agosto, 2006 06:13

    1º jogo, decisivo para a época, acontece logo no início de Agosto, não dando realmente tempo (Mundial) para preparar o tal sistema q FS quer e q teoricamente é correcto.

    É o sistema das melhores equipas e treinadores. Mas tb não há jogadores para isso no Benfica.

    O que me parece absurdo é que os jogadores que tem mais valia é no ataque, jogue com 1 ponta de lança, quando tem 5 no plantel.

    Isso é q não consigo entender. Tente o 3-5-2 ou 3-4-1-2.
    Tem centrais e laterais ofensivos para isso.

    ResponderEliminar

Home - Desportugal - Blog de Notícias Desportivas